Paper Smell - O HOMEM DELINQUENTE

O HOMEM DELINQUENTE

Sugestiva contribuição à cultura criminal vem trazer a Ícone Editora com a publicação da obra-prima de Cesare Lombroso,  O Homem Delinqüente , que revolucionou o Direito Penal e a Medicina Legal. Lançou ainda as bases da Criminologia e da Antropologia Criminal de forma muito vigorosa. Esta obra foi escrita há mais de um século e se baseou em pesquisas desenvolvidas com poucos recursos, como por exemplo, a ausência do exame do DNA. Além do mais, Cesare Lombroso focaliza a vida criminal européia do século XIX, em que predominava uma sociedade e uma mentalidade bem diferentes da realidade brasileira atual. Todavia, cabe ao leitor, apoiando-se nos critérios lombrosianos, adaptar a teoria do grande mestre ao Brasil atual. Na verdade, as idéias de Cesare Lombroso vão além do tempo e do espaço e daqui a mil anos deverão elas ser levadas em conta pelas gerações futuras. O que aconteceu, todavia, nessa profunda evolução da sociedade moderna, foi a mudança ampla do perfil do criminoso. A posição do criminoso perante a sociedade dos tempos lombrosianos era peculiar- olhado com desdém, desconfiança, temor e hostilidade em todas as camadas da população e todas as áreas sociais. Para ele a justiça era implacável e as penas severas. Não estranhem, pois, os leitores, quando Lombroso fala dos criminosos encaminhando-se à execução, ou ao cadafalso, pois a pena de morte era comum e irreversível, apoiada pela população e sem alarde da imprensa. Nem tampouco estranhem quando ele fala nos criminosos sofrerem chibatadas, uma vez que naquela época eram vergastados até em praça pública. Não é sem razão que São Paulo dedicou ao Professor Cesare Lombroso o nome de uma rua, como fizeram Paris, Roma, Nova York, Londres e inúmeras outras cidades. Não poderia passar em vão toda uma vida dedicada à pesquisa científica, ao estudo do criminoso e do crime, das razões do crime e dos corretivos necessários para preservar a sociedade. Lombroso revela-se um apaixonado pelo criminoso, devido à sua paixão pelo bem-estar social. Percorria a Europa, reunindo os esque-letos de todos os criminosos, as pesquisas e opiniões de outros médicos. Era um visitante assíduo das prisões, dos hospitais psiquiátricos. De toda essa diligência resultou vasta bibliografia sobre o criminoso e o demente que se envereda pelo crime, com várias e complexas obras, além de  O Homem Delinqüente . 

 

 

Depoimentos
Escreva um depoimento sobre este livro!
Nome
E-mail
Por favor escreva seu depoimento
Classificação para o livro
Copyright MAXXmarketing Webdesigner GmbH