CASAMENTOS?

Existe alguma coisa diferente nos casamentos que aparecem no site Green Wedding Shoes. Ou melhor, existe algo de similar no trabalho de fotógrafas como Sara Lobla e Edyta Szyzlo. Algo que me faz querer saber capturar a essência de eventos dessa forma encantadora (não vou dizer única porque, embora eu realmente acredite que toda visão é única, se eu falasse que as fotos abaixo foram tiradas no mesmo dia e no mesmo casamento não seria difícil acreditar). Falando em linguagem fotográfica, talvez seja a luz, a saturação, a exposição e principalmente a temperatura que fazem com que as imagens tenham esse ar delicado, antiguinho, clean e leve (por mais que a foto tenha muitos elementos). Falando em decoração, todos os casamentos possuem aqueles objetos meio homemade, os DIY estão por todo lado e realmente aparentam que foram despretensiosamente e milimetricamente pensados para parecer que não foram. Estranho como a ideia inicial de fazer algo inovador, cheio de personalidade e genuíno se deturpa quando colocamos outras lado a lado; todos os casamentos assemelham-se muito! Entretanto, eu quero muito mesmo saber fotografar assim! (se eu não conseguir, vou importar algum desses profissionais para qualquer evento meu, pelo menos uma vez na vida!). Eeeee, além disso, eu quero muito casar em um casamento desses! ….

Queridos amigos que porventura estão lendo este blog: não, eu não desisti de ser contra casamentos, apenas, sei lá, olhem essas fotos e tentem não se apaixonar. Quem sabe meu destino seja ser a fotógrafa e não a noiva. Ou, melhor ainda, ser a pessoa que ajuda a encontrar todos esses elementos incríveis que contam um pouco da história particular de cada pessoa, que fujam das tradicionais mesas redondas, dos convites com fontes antigas e a monotonia de ter apenas flores e mais flores como decoração. Por mais que tudo isso mostrado nas fotos abaixo esteja cada vez mais ocupando o lugar do tradicional (no sentido de tornar-se o padrão e não a inovação), ainda me parece uma forma mais leve e divertida de montar um casamento. O “faça você mesmo”, ou ao menos a participação nas escolhas e a busca pelo mais natural, é uma moda que não deveria sair de moda, mas estar em tudo em nossas vidas, principalmente quando falamos desses eventos que contam histórias e nos representam. 

0012_sara_lobla_fotografa_de_bodas_destination_wedding_photographer_boda_madrid_Bilbao_Donostia 0026_boda_madrid_destination_wedding_photographer_seattle 039_boda_valle_iruelas_destination_wedding_photographer 042_boda_valle_iruelas_destination_wedding_photographer 045_boda_valle_iruelas_destination_wedding_photographer 0048_sara_lobla_fotografa_de_bodas_destination_wedding_photographer_boda_madrid_Bilbao_Donostia baylymoore-wedding-13 baylymoore-wedding-41 baylymoore-wedding-45 baylymoore-wedding-48 baylymoore-wedding-41 diy-ombre-cork-heart-15patfurey-wedding-02smittenonpaper8mattmiller-wedding-13nessak-wedding-16nessak-wedding-26nessak-wedding-304-FinalModernStarWars__0695snowywyoming-wedding-25snowywyoming-wedding-38diy-string-heart-06enjoyevents-wedding-23

Todas as fotos do site Green Wedding Shoes. <3

CASA ABERTA

Ultimamente andava muito sem paciência para o blog. Sem tempo também, mas especialmente sem vontade. Em uma conversa com um amigo, acabamos falando de blogs e como as pessoas passam por um e por outro e por mais um exclusivamente para comentar e receber um comentário de volta. Sempre que posso visito outros blogs e, sim, comento neles! Comento porque leio e acredito que merece um reconhecimento. Outros apenas passo e fecho a aba. Enfim, não recuso respostas por aqui, mas ler “oi, gostei do post, passa no meu?” é um pouco chato. Acontece. 

Voltando ao assunto do post de hoje. Estive pensando em o que postar por algum tempo. Prefiro mil vezes ver alguma coisa e ter vontade de escrever aqui do que abrir o blog e ficar procurando assuntos para preencher. Desta vez, eu vi milhares de coisas que, durante os últimos meses, me fizeram ter vontade de escrever um post. A de hoje é o site Casa Aberta. Dei uma pesquisada por lá (que eu realmente não me lembro como veio parar na minha pasta de referências) e, pelo que entendi, é um site-iniciativa que visa mostrar boas ideias de decoração reais para seres humanos que não dispõem de mucho diñero para arquitetos/decoradores. Achei a ideia simplesmente incrível, tanto de mostrar essas casas para o mundo como as próprias casas. Não sei se são as fotos ou o clima da página, mas os lugares retratados, por mais que não sejam aquele nosso ideal de decoração de revista, parecem ter muito mais vida e personalidade, dão vontade de morar, de fazer parte e, principalmente, de conhecer os moradores! Estou pensando seriamente em “abrir meu quarto” para eles. – aqueles que moram em BH recebem a visita da equipe, os que estão longe como eu podem mandar fotos e a história. Olhem só algumas ideias:

Casa Aberta 02 copy_1000Esse apartamento tavez não seja uma fonte de inspiração possível para mim, mas fica a dica de como janelas enormes podem fazer a diferença! Meu sonho é uma casa com janelas enormes por todos os lados.

Casa Aberta 02_1000Combinar o tecido da cortina com o da cadeira é muito fofo!

Casa Aberta 03 copy_1000 (1)Olha aí as janelas gigantes novamente. Claridade é TUDO!

Casa Aberta 03 copy_1000Como não amar os vasinhos vestidos de tricô? E colocar luzinhas de natal nas coisas sempre me pareceu divertido!

Casa Aberta 03_1000Essá é um pouco mais complexa, mas um baú antigo e uma mesa de vidro: lindo.

Casa Aberta 04 copy_1000 (1)Já essa é mais fácil! Uma parede de cor vibrante faz toda a diferença! Principalmente com portas brancas.

Casa Aberta 04 copy_1000Continuação da anterior. Do lado dos vasinhos, garrafas de bebida! Sempre ótimas memórias e as luzinhas de natal na cama continuam sendo incríveis.

Casa Aberta 05Ok, essa é bem complexa se você não morar em uma casa com mezanino. Mas se você morar, transforme ele no seu quarto e encha a escada de coisas legais.

Casa Aberta 06 copy_1000Quadros e molduras e espaço entre a moldura e o quadro em si. Sempre achei lindo.

Casa Aberta 06_1000Colocar as roupas em araras! Tem coisa mais legal e prática? As chances de você deixar roupas esquecidas no armário diminui muito!

Casa Aberta 09 copy_6_1000Um pequeno ateliê de costura no cantinho. Essa é pra quem gosta.

Casa Aberta 09 copy_12_1000Sonho: uma estante enorme para encher de souvenirs de viagens, livros e outras coisinhas.

Casa Aberta 12 copy_10_1000Adoro misturar desenho com vida real!

Casa Aberta 13 copy_1000E mais uma vez…

Casa Aberta 14 copy_1000Por fim, uma lousa na parede. Quem não ama isso?

Vale a pena o clique e passar algumas horas imaginando como é a vida de cada um dos moradores nessas casas. Tem escritórios e studios também. Irresistível (ps. a maioria dos posts ainda vem com uma playlist escolhida pelos donos de cada lugar para entrarmos ainda mais no clima).

Com as etiquetas ,

MINI LOOK DO DIA

Dentre todas as garotas de 1,80 que marcam presença nas minhas pastas de inspiração, uma que, bem menor que eu, fez com que eu tivesse vontade de atualizar o blog. A Natalia Cruz (ainda por cima dividimos o mesmo nome) alimenta o instagram “Mini Look do Dia” com suas produções diárias mega charmosas e super copiáveis. Apesar da pouca estatura, ela mostra um senso de proporção incrível que mesmo eu, com uma altura comum, tenho dificuldade de encontrar algumas vezes. Ela tem 23 anos, é designer (o faro para os looks já deve ser explorado pelo contato diário com a estética) e diz que não liga muito para moda, sem blogs ou revistas. Acho admirável porque é algo completamente natural, nada forçado ou imposto. É exatamente a mesma coisa que seguir o instagram daquela garota estilosa que você adora e que tem o corpo diferente do seu, mas mesmo assim você pega uma inspiração aqui e ali. Vi algumas pessoas a parabenizando por ir contra o “padrão de beleza imposto pela sociedade, bla bla bla”. Ok, ele existe, mas não acho que é disso que se trata. A Natalia nasceu com um fator limitador e lida com isso de uma forma ótima e, por isso mesmo, está começando a ganhar admiradores. Eu mesma já tirei várias ideias para o meu dia dia (como usar minha camisa de bolinhas azul marinho com calça vinho e bolsa amarela, e uma blusa de babadinhos por baixo de um sweater cinza). Depois de já estar completamente apaixonada pelo seu estilo easy, comfy and chic, me deparo com essa declaração ao Portal Terra. Sim, é exatamente isso! “Não quero ditar moda ou tendência. Meu objetivo também não é mostrar para as meninas pequenas como elas podem ou devem se vestir. O que quero é provar que se eu, com minhas limitações, consegui encontrar um estilo para mim, elas também conseguem. Não é preciso muito dinheiro para montar um look legal. A ideia é mostrar que não é preciso seguir as tendências de moda à risca, porque nem tudo vai ficar bom em você. Cada uma tem seu corpo, seu estilo, moda tem a ver com personalidade”.

Untitled-1

Linda, não? beijos

DE VOLTA AO JARDIM

Eu tenho um grande problema com uniformes, odeio. Pode ser por isso que grandes tendências começam a me irritar uma hora ou outra. O pior é quando isso se passa rápido demais e, antes mesmo de eu ter absorvido essa nova ideia de vestuário, já não aguento mais olhar para ela. Aconteceu com o top cropped estruturado, com aquela saia assimétrica, os sneakers e espero muito que não ocorra com as jardineiras! ps.: sim, eu preciso de um “tempo de maturação” quando uma peça é nova e não faz parte do meu “repertório”. O motivo é simples: quero ver se ela combina com meu estilo e, em casos positivos, pensar em modos de incorporá-la. Acredito que essa prática é muito saudável e deixaríamos de ver tantas pessoas desconfortáveis dentro de roupas-tendências que, muitas vezes, não tem nada a ver com o estilo delas. Agora, voltando às jardineiras… o meu tempo de maturação foi bem rápido, já percebi que elas têm tudo a ver comigo e eu estou apaixonada por vários tipos! Passei algumas noites das minhas férias procurando modelos legais e preços bons pela internet e acabei encontrando exatamente aquela que fez meus olhos brilharem em novembro de 2012, em um post da man repeller. Na época, a Leandra Medine já começava a falar bastante delas e eu pensei que fosse mais uma de suas esquisitices fashion, até que ela postou essa foto e eu amei a combinação da garota.

image005

A jardineira dela é da American Appareal e está sendo vendida no site por $88. Se eu não soubesse que seria altamente taxada ao chegar no Brasil, com certeza já teria comprado por impulso. Procurei mais opções e encontrei alguns modelos interessantes que vou colocar em links aqui, caso alguém também esteja procurando. Fora do mundo virtual, a Zara já começou a expor as suas nas araras da nova coleção e a Topshop está vendendo vários tipos nas lojas do Iguatemi e do JK (inclusive uma versão com saia que eu adquiri mês passado). Resolvi não comprar nos e-commerces internacionais pelo medo de não servir e a troca ser mais difícil, acabei escolhendo uma da Farm que não era exatamente o meu sonho de jardineira perfeita, mas que ganhou meu coração quando chegou. Azul clara e linda da Motel (aqui), com lavagem da Asos (aqui) – a Asos tem vários tipos legais, vale a pena olhar o site – e alguns vendedores do ebay (aqui e aqui).

As opiniões foram diversas, alguns falaram que parecia macacão de pintor ou monitor de festa infantil haha, mas o que importa é que eu amei muito e estou super feliz que várias pessoas me falaram que guardaram as suas que usaram na infância e vão me doar para eu customizar! Ao que tudo indica, as jardineiras invadirão o verão, vou usando no inverno enquanto não enjoo.

Jardineira: Farm | Blusa: Topshop | Óculos: Brechó 

Com as etiquetas , , , , , , , ,

BLUXO, ZARA E CASIO

Não vou mentir, essas fotos são totalmente inúteis. Embora vários blogs adorem a tag do “new stuff”, eu a utilizo apenas pela facilidade de mostrar peças legais sem precisar do look do dia. Na verdade, comprei uma objetiva nova para minha câmera e estava louca para testar! Para quem gosta de saber (ou, como eu, está sempre pesquisando câmeras e acessórios para não se enganar na hora de comprar), utilizo a Nikon D3100 e minha nova lente é uma objetiva fixa 50mm f/1.8 que eu estou gostando médio. Acho que idealizei muito esta lente e ainda não estou conseguindo tirar o melhor dela. Provavelmente não é sua culpa e sim do meu equipamento que não é totalmente compatível (a D3100 não tem motor de foco, logo a minha 50mm não foca automaticamente), mas estou planejando levá-la para um passeio amanhã e ver como ela se sai ao ar livre, os resultados são sempre melhores. O new stuff do mês são minhas aquisições para o inverno: três sweaters quentinhos de cores neutras, uma camisa e uma blusinha para deixar as coisas mais interessantes, um shorts jeans de cintura alta para usar com meia calça e um chapéu! Todas elas se adaptaram perfeitamente ao meu guarda-roupas que agora varia apenas entre preto, branco, azul, cinza e marrom. Bom inverno a todos!

DSC_0226 DSC_0227 DSC_0229 DSC_0215 DSC_0248 DSC_0250

Sweater cinza: Zara | Sweater azul marinho: Costume | Swater  listrado: Costume | Shorts jeans: Brechó Bluxo | Chapéu: Brechó B. Luxo | Camisa: Costume | Camiseta: Zara 

Com as etiquetas , , , ,
Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 26 outros seguidores